Constelações Familiares Individuais Online

24/03/2020 by in category Programação with 0 and 0
Home > Atividades > Programação > Constelações Familiares Individuais Online

NA PRÁTICA

A constelação sistêmica individual pode ser feita com bonecos ou outros elementos, que serão escolhidos para representar pessoas, sentimentos, eventos, sintomas, enfim, da mesma forma que escolhemos os representantes em uma constelação em grupo, onde temos pessoas para representar. Nas constelações individuais online, Elizabeth Nakata tem uma plataforma giratória onde ela apresenta os bonecos como elementos femininos, masculinos, crianças e assim por diante. O atendimento é via Skype. Quem está constelando posiciona os bonecos e a constelação transcorre com a mesma energia sistêmica que acontece em grupo. A consteladora, assim como a constelante, seguem suas percepções e as constelações vão se desenvolvendo com suas movimentações.

INSCRIÇÕES (11) 94346-4964 | ponte@pontedoarcoiris.com.br

VÍDEO
Elizabeth Nakata explica como realiza a Constelação Sistêmica online

OBSERVAÇÕES

Durante o trabalho prático de Constelações Familiares, a terapeuta atua nesse fenômeno e se deixa levar por ele. O que é difícil explicar com palavras, acontece diante de nós, transformando e alinhando o invisível que nos emperra. Acredite: nada é por acaso.

COMO PARTICIPAR

Para a constelação online individual com bonecos é necessário ter um computador, uma boa conexão, câmera, acesso ao Skype e quem vai constelar, principalmente, precisa estar em um ambiente em que não seja interrompido e que possa preservar sua privacidade para estar 100% focado em sua constelação.

Elizabeth Nakata também conduz o workshop de Constelações Familiares aqui na Ponte do Arco-íris. O próximo Workshop em grupo acontece no dia 18 de julho de 2020. Clique aqui para mais informações

Sobre Elizabeth Nakata:

Elizabeth é jornalista formada pela USP. Astróloga certificada pela escola GEA – Grupos de Estudos de Astrologia e Regulus. Consteladora certificada pela Faybel – Escola do Pensamento Sistêmico e workshops com Bert e Sophie Hellinger, Jakob Schneider e Stephan Hausner. Terapeuta em Alinhamento Energético. Aplicadora da cura cabalista Kodesh Coach. Facilitadora do Jogo do Labirinto. Criadora da Mesa Radiônica Simetria Áurea. Criadora da Constelação Estrutural da Árvore da Vida da Cabala Etz Chaim. Radiestesista. Palestrante, professora e terapeuta no Brasil e exterior. Especializações em Astrologia: Empresarial, Infantil, Vocacional, Cabalística, Psicológica, Sinastria, Eletiva, Horária, Mapa Natal e Ciclos de Previsões.

O MÉTODO

As Constelações Familiares constituem-se de um método sistêmico, criado pelo terapeuta alemão Bert Hellinger a partir de observações empíricas fundamentadas em diversas formas de psicoterapia familiar. Hellinger percebeu que muitos padrões de comportamento se repetem em grupos familiares ao longo de gerações, reconhecendo que, muitos dos problemas que vivemos no presente estão ligados às histórias e vivências de nossos ancestrais.

Hellinger deparou-se com um fenômeno descortinado pela psicoterapeuta americana Virginia Satir nos anos 70 e o seu método das “esculturas familiares”. Este método consistia em que uma pessoa estranha, ao ser convocada a representar um membro da família, passava a sentir-se exatamente como a pessoa a qual representava, às vezes reproduzindo, de forma exata, sintomas físicos dessa pessoa, mesmo sem saber nada a respeito dela.

De posse de detalhadas observações sobre esse fenômeno, Hellinger adquiriu experiência e, baseado ainda na técnica descrita por Eric Berne e aprimorada por sua seguidora Fanita English de “análise de histórias”, descobriu que muitos problemas, dificuldades e mesmo doenças de seus clientes estavam ligados a destinos de membros anteriores de seu grupo familiar.
Hellinger descobriu também alguns pontos esclarecedores sobre a dinâmica da sensação de “consciência leve” e  “consciência pesada”, propondo então uma “consciência de clã” (por ele também chamada de “alma”- no sentido de algo que dá movimento, que “anima”), que se norteia por “ordens” arcaicas simples, denominadas de “ordens do amor”, e demonstrou a forma como essa consciência nos enreda, inconscientemente, na repetição do destino de outros membros do grupo familiar. Essas ordens do amor referem-se a três princípios norteadores: o primeiro é a necessidade de pertencer ao grupo ou clã, o segundo a necessidade de equilíbrio entre o dar e o receber nos relacionamentos e, o terceiro e último, a necessidade de hierarquia dentro do grupo ou clã.

O objetivo da Constelação Familiar é desfazer esses emaranhados sistêmicos e, com isso descobrir novas percepções dos acontecimentos. “Através de atitudes como respeito, aceitação, responsabilidade, reverência e inclusão, é possível estabelecer uma nova ordem no sistema familiar, de forma que a vida, o amor e a saúde voltem a fluir entre as pessoas”, explica Maria Izabel Rodrigues, psicóloga, psicoterapeuta e consultora organizacional com especialização em psicodrama, psicologia do trabalho e psicologia sistêmica.

Ponte do Arco-íris Todos os direitos reservados ~ Criado por Fantaccini Comunicação